Bom dia, Internauta! Seja bem-vindo(a) ao Site Itaquiraí Em Foco!
Documento sem título

12/03/2019 às 08:00

Governo quer que jornada de 8 horas para 16 mil servidores comece em abril

O governo do Estado pretende que os cerca de 16 mil servidores que seriam impactados com o retorno à jornada de trabalho para oito horas diárias tenham o atual expediente ampliado a partir de 15 de abril. A afirmação é do secretário de Estado de Administração e Desburocratização, Roberto Hashioka, na saída da segunda reunião do dia, nesta segunda-feira (11), para tratar do tema com representantes do funcionalismo.


O titular da SAD também informou que outros 33.318 servidores efetivos não serão atingidos pela mudança na jornada, por terem sido admitidos em concursos públicos que preveem carga de trabalho diferenciada.

A expectativa de retomar o regime de oito horas diárias a partir de 15 de abril vai contra o desejo de representantes das categorias atingidas, que revelaram ao Campo Grande News torcer para que o governo desse mais tempo para o funcionalismo se preparar para a mudança –diante de alterações necessárias em suas rotinas. Pela manhã, no primeiro encontro com servidores para tratar do tema, houve quem defendesse a adoção do novo regime somente no segundo semestre.

Hashioka admitiu analisar as demandas dos servidores, mas que “a princípio” o governo pretende adotar a jornada de oito horas ao dia a partir de 15 de abril.

O secretário reiterou que a ação é resultado tanto da demanda de serviço acumulado como da impossibilidade de o governo realizar novas contratações –uma vez que superou em 2018 o limite prudencial da LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal), de 57% da receita corrente líquida (resultado da arrecadação menos as obrigações constitucionais, como repasses aos municípios) destinados a cobrir a folha do funcionalismo. O Estado gastou no ano passado 57,98% da receita líquida com salários de servidores e, caso não enxugue gastos, fica impedido de efetuar novas contratações.

“Temos servidores para 40 horas semanais, mas que cumprem 30 horas diárias. O justo é que cumpram na integralidade”, destacou o secretário. Segundo ele, tal medida deverá ser aplicada por decreto do Executivo, já que os chefes de órgãos ou mesmo secretários não tem autonomia para remanejar a jornada livremente.


SAC: contato@itaquiraiemfoco.com.br

E-mail: fabio@itaquiraiemfoco.com.br



Clique e Veja Mais Notícias de Itaquiraí


(67) 9823-5388