ahanguera

"Eu era saudável, mas complicações após covid-19 mudaram minha vida"

Por OSASCO RENOVE em 04/09/2020 às 08:38:28

 

Sem doenças pré-existentes, ela acreditava que caso fosse infectada pelo coronavírus, desenvolveria quadro leve, semelhante a uma gripe.

Em meados de maio, Julia começou a sentir cansaço extremo, tosse seca constante, febre, perda de olfato e teve dificuldades para respirar. Após passar por um exame, descobriu que estava com a covid-19.

Os efeitos da doença a surpreenderam, por se considerar uma pessoa jovem e saudável. "Não achava que fosse me sentir tão mal", relata à BBC News Brasil. Uma das maiores dificuldades, ela conta, era o sentimento de que o coração "sairia pela boca". "Nunca tive qualquer problema cardíaco, nem tenho histórico disso na família. Mas esse foi um dos meus principais sintomas", diz.

No início de junho, um novo exame apontou que Julia havia se recuperado da covid-19. O problema no coração, porém, continuou.

Agora, ela faz tratamento específico para o problema cardíaco. O temor da publicitária é que essa situação perdure ao longo da vida.

"Não sei como vai ser daqui para frente. É um vírus muito novo, ninguém sabe as possíveis sequelas. Ainda há muita coisa que os especialistas desconhecem sobre esse vírus", desabafa a publicitária.

O caso de Julia demonstra que o coronavírus, que já infectou mais de 4 milhões de brasileiros, pode deixar complicações sérias.

As consequências da covid-19 podem ser sentidas em diferentes partes do corpo. Enquanto a publicitária teve problemas no coração, há outras situações, por exemplo, de dificuldades neurológicas, nos pulmões ou nos rins.

A infecção pelo vírus
Julia afirma que não sabe como contraiu o coronavírus. "Desde março, estou em casa. Sempre usei máscaras ao sair. Mas devo ter sido infectada quando fui à farmácia ou ao mercado", diz a publicitária, que mora em São Paulo (SP).

Os primeiros sintomas surgiram após uma aula de balé online. Ela sentiu dores intensas no corpo. "Parecia que eu havia pegado uma gripe bem forte. Estava ofegante. No dia seguinte, comecei a ter tosse seca, não sentia o cheiro de nada e fiquei com febre", relata.

Ela procurou ajuda médica, foi aconselhada a permanecer isolada e fez o exame RT-PCR, que investiga a presença de material genético do vírus, o RNA. O primeiro resultado deu um falso negativo para a covid-19. "Como eu estava com muitos sintomas, a médica pediu para que eu repetisse o exame. O segundo, então, deu positivo", diz.

O cansaço extremo e os batimentos cardíacos acelerados eram os sintomas que mais incomodavam a publicitária. "No início, o meu coração acelerava somente quando eu fazia algum esforço. Depois, se tornou uma situação constante", diz.

Ela conta que passava grande parte do dia deitada e sempre estava cansada. "Eu tive dificuldades até para levantar um copo d"água", detalha.

 

As tomografias apontaram que os pulmões da publicitária, que ela acreditava que seriam os órgãos mais prejudicados pela covid-19, não foram gravemente afetados pela doença.

Para especialistas, a covid-19 deve ser considerada uma doença sistêmica, não apenas respiratória, porque pode afetar diferentes órgãos.

"A covid-19 tem preferência pela região pulmonar, mas a reação inflamatória que ela causa pode acometer diferentes áreas do organismo. Ainda não se sabe, ao certo, as causas disso", explica a cardiologista Thalita Merluzzi, que acompanha Julia desde que a publicitária teve os primeiros sintomas.

Os cientistas investigam se os danos a diferentes órgãos são causados diretamente pelo vírus ou por fatores indiretos ligados à doença. Estudos apontam que uma possibilidade, por exemplo, é que a "tempestade inflamatória" que o sistema imunológico gera para tentar combater o vírus, inundando o organismo de citocinas, lesione esses órgãos. Parte também pode ser uma consequência da própria infecção.

https://www.bbc.com/portuguese/brasil-54020558

Publicado primeiro em Banda B » "Eu era saudável, mas complicações após covid-19 mudaram minha vida"

Fonte: Banda B

Tags:   Nacional
BANNER RE9
aciita topo
bello passo topo
bello alimentos
otica
clinica
campo verde

Comentários

CAMPANHA BELLO ALIMENTOS
daiane papini
florai