Anvisa autoriza importação excepcional da vacina russa Sputnik V por sete estados

PATRÍCIA PASQUINI

S√ÉO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A Anvisa (Agência Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria) autorizou, nesta ter√ßa-feira (15), a importa√ß√£o excepcional da vacina Sputnik V pelos estados do Rio Grande do Norte, Mato Grosso, Rondônia, Par√°, Amap√°, Paraíba e Goi√°s.

Para facilitar o monitoramento e a interven√ß√£o da Anvisa, se necess√°rio, o quantitativo corresponde a vacina√ß√£o de 1% da popula√ß√£o de cada estado -Rio Grande do Norte e Mato Grosso: 71 mil doses; Rondônia: 36 mil; Par√°: 174 mil; Amap√°: 17 mil; Paraíba: 81 mil e Goi√°s: 142 mil doses.


Vacina Sputnik

O órg√£o poder√°, a qualquer momento, suspender a importa√ß√£o, a distribui√ß√£o e a utiliza√ß√£o.

O procedimento dever√° ser realizado sob condi√ß√Ķes controladas, como a utiliza√ß√£o apenas na imuniza√ß√£o de indivíduos adultos saud√°veis.

Além disso, todos os lotes importados das vacinas somente poder√£o ser destinados ao uso após libera√ß√£o pelo INCQS (Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde) da Fiocruz.

A vacina dever√° ser utilizada em condi√ß√Ķes controladas, com condu√ß√£o de estudo de efetividade, com delineamento acordado com a agência e executado conforme as Boas Pr√°ticas Clínicas.