Baner agosto Camara

É o tal do voto eletrônico, diz Bolsonaro ao ironizar suspensão das prévias do PSDB

Por OSASCO RENOVE em 22/11/2021 às 14:20:31
Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ironizou a suspensão das prévias do PSDB entre os governadores João Doria (SP) e Eduardo Leite (RS), além de Arthur Virgílio, ex-prefeito de Manaus (AM), causada por causa das falhas do aplicativo de votação destinado aos filiados.


“Viu a confusão ontem? Não vou falar nisso porque não tenho nada a ver com outro partido, mas deu uma confusão em São Paulo ontem. É o tal do voto eletrônico, aí”, disse o presidente a apoiadores nesta segunda-feira (22), em frente ao Palácio da Alvorada.


A decisão de adiar a votação, porém, ocorreu após reuniões em Brasília. O presidente do PSDB, Bruno Araújo, disse no domingo (21) que a retomada da votação acontecerá assim que os problemas do aplicativo forem corrigidos.


Bolsonaro não mencionou o PSDB ou o nome dos candidatos ao ironizar a “confusão”. O presidente estava ao lado do jogador de vôlei Maurício Souza, demitido do Minas Tênis Clube após publicar mensagens homofóbicas em seus perfis nas redes sociais.


A votação do PSDB ocorreria das 7h às 15h de domingo (21), foi ampliada até as 18h e terminou suspensa. A avaliação geral é de que as dificuldades no aplicativo prejudicaram a imagem do PSDB -as prévias, antes uma iniciativa inovadora, se tornaram um vexame colocado na conta da direção nacional, que bancou a ferramenta.


O aplicativo custou mais de R$ 2 milhões ao PSDB, mas os gastos das prévias são maiores, chegando a R$ 9 milhões -incluem a realização de evento em Brasília, neste domingo, e a verba para cada campanha, que foi de mais de R$ 1 milhão. Há ainda as passagens e hospedagens para que prefeitos de todo o Brasil fossem à capital federal.


Bolsonaro chegou a promover atos de raiz golpista no feriado de Sete de Setembro para defender, entre outras pautas, a adoção do voto impresso.


Mas o presidente modulou o discurso e passou a afirmar aos apoiadores que as eleições de 2022 são confiáveis, pois o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) criou um grupo, que inclui as Forças Armadas, para fiscalizar o processo eleitoral.


Na mesma fala aos apoiadores, Bolsonaro voltou a defender a candidatura do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, ao governo de São Paulo em 2022. Também elogiou o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo).


Bolsoaro ainda criticou a proposta de adoção do semipresidencialismo, bandeira do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).


“Tem certas coisas que são tão idiotas que não dá nem para discutir”, disse o presidente. “Se for levar ao pé da letra o semipresidencialimo ou outro regime parecido, eu teria poder de dissolver o Congresso”, afirmou Bolsonaro.

Fonte: Banda B

Tags:   Brasil
Comunicar erro
BANNER RE9
Stilus modas
Topo banner sicredi
otica
TOPO ITAQUIRAI EM FOCO
cartao viva mais
novo sabor top
florai
Mercado Santos
Auto escola Diamante
bello frango
Lanchonete vitoria
QUERO QUERO TOPO

Comentários

CAMPANHA BELLO ALIMENTOS
florai
bannet vacina