topo- ANUNCIE

MUDANÇA: A palavra que define a passagem do tempo

Não há nada que o tempo não possa mudar.

Por Caroline Lopes em 26/05/2020 às 22:35:11

Era uma vez a mudança. Ela era incontrolável e um pouco irresistível, e todos que cruzavam seu caminho sucumbiam à ela. A mudança não tinha dono nem juiz - só tinha uma missão e era fiel à ela. E a única coisa capaz de detê-la, ou controlar seus impulsos, era o Tempo.

O mestre Tempo, que rege as linhas temporais de todos os universos, sabia que a mudança foi criada por ser necessária à finita compreensão dos seres humanos. Afinal, a estática nos destruiria se estivesse só neste mundo de desolações, ela precisava de uma companheira que lhe fosse oposta, para balançar a energia da Terra.

Porém, alguns de nós nos prendemos à Estática. Não queremos equilibrar a vida porque mudar dói. Machuca correr depois de um longo período de sedentarismo. Incomoda, no mínimo. E é tão mais gostoso estar no conforto do sofá, debaixo das cobertas macias, assistindo àquele ótimo filme e bebendo chocolate quente no domingo à tarde. Mas a verdade é que, na segunda de manhã, a vida deve continuar.


Percebo que, nesse período de incerteza em que a humanidade está passando, alguns deixaram de lado seus sonhos. Mas o tempo continua passando, e a quarentena não é férias, não é só descanso. É um plus da vida para que você tenha tempo de se reinventar, aprender algo novo e buscar seu sonho. Porém, não podemos nos esquecer porquê estamos como estamos.

Apesar de não ter dono, a Mudança sabia que não podia existir sem a Estática, e que não era páreo para o tempo. Todos temos limitações, e até a Mudança sabia disso.

Qual é o seu sonho? Há quanto tempo você vêm fugindo dele, e de si mesmo(a)? Assistindo How I Met Your Mother, uma vez me deparei com a seguinte estória: a "mãe" precisava escolher seu sonho e foi confrontada: "Qual seu sonho?" a resposta veio certeira: "Acabar com a fome do mundo!"; "Então comece pequeno, traçando pequenos passos até alcançar o grande sonho". E então ela decidiu cursar a faculdade de Economia. Era assim que começava sua jornada para alcançar seu sonho. Com estudo, tempo, paciência e DEVAGAR.


Durante muito tempo eu tive sonhos grandes. Fui uma criança que foi ensinada a sonhar, e eu sonhava alto até demais - se é que existe um limite para nossos sonhos. Mas a vida é difícil, cheia de dores, traumas e MUDANÇAS. E no meio da passagem do tempo, nós não apenas crescemos, amadurecemos e mudamos - nós nos perdemos.

A juventude é sagaz. É aqui onde vamos traçar os caminhos de toda a nossa vida. É muita pressão. São escolhas, e para mim, que era insegura e indecisa, era bem difícil. Mas quem de nós não é inseguro e indeciso quando jovem? Me diz, quando é que tomar uma decisão que é capaz de mudar a sua vida é fácil?

"Estou perdido" é o que mais ouço. Foi uma das coisas que mais disse. Porque começar a decidir sua vida adolescente é complexo, todos sabemos disso. Mas, como sabemos, não há nada que o tempo não possa mudar - inclusive nos "botar nos eixos" de novo, fazer reencontrar o que se perdeu, dar novo rumo pra vida.


E os anos me moldaram. Eu mudei, meu público mudou, meus irmão cresceram. Aprendi MUITO, experienciei coisas interessantíssimas, fui me transformando na mulher que um dia, garota, sonhei em ser. E eu decidi que esse ano seria diferente.

Eu decidi que tomaria as rédeas da minha existência novamente. Que não me entregaria à ansiedade, à depressão, que me arrancaram muitos dias me aprisionando em seus calabouços de escuridão. Decidi que não mais deixaria minha fé de lado, mas que persistiria em me aprofundar espiritualmente, sair da superfície e conhecer o fundo do mar.

Decidi que voltaria a sonhar. Que tudo o que passei não me definiria - inclusive as dificuldades da vida cotidiana - e que eu traçaria o caminho da mulher de sucesso que sempre quis ser. E eu tive a oportunidade de voltar a colocar sonhos em prática nessa quarentena.

Lancei um vídeo explicando sobre as mudanças em minha vida. Sobre tudo o que me permiti aceitar, o perdão que pude liberar, inclusive à mim mesma. Como aprendi a me amar, a ser paciente comigo, a respeitar o meu tempo. Porque o tempo, meu bem, precisa de respeito.



E você, leitor, precisa de paz. E eu busquei a paz por muito tempo, e neste vídeo abro meu coração. Confesso que não é tão fácil. Mas o Seja Águia está de volta! Meu bebê rs depois de tanto tempo sumido, voltou. E o Seja Águia sou eu. Sou todas as versões de mim, de quem eu quis ser, do que produzi. Está lá, e quando o criei, achei que seria para ajudar as outras pessoas. Mas, quem diria, que quem mais seria ajudada seria eu.

Nunca desista de você, nem do que sonhou pra sua vida. Aceite as mudanças que virão, mude, mude seus sonhos inclusive, mas não deixe o que ama de lado. Você merece.



BANNER RE9
camera
CAMPANHA BELLO ALIMENTOS